domingo, 28 de agosto de 2011

#ForaRicardoTeixeira


REUNIÕES DO FÓRUM "A UNIVERSIDADE QUE QUEREMOS"

O Fórum "A Universidade que queremos", mobilizado em torno da construção de um documento proposito à UFRPE, propõe um agenda de reuniões, conforme calendário que segue:

29/08: Reunião de Trabalho para elaboração do documento propositivo.
Eixos de Trabalho:
1)Gestão Administrativa;
2)Gestão Ambiental;
3)Produção de Conhecimento e Formação.
Hora: 15h.
Local: Sala - 6B (Departamento de Educação)

Não se mede trauma como se conta moedas: Docente da UFPE indiciado por ESTUPRO! Por Esta luta é de todxs nós!

Um professor chama uma aluna para receber orientação em sua sala. A aluna fala sobre as pesquisas e, em dado momento, o professor segura fortemente as mãos dela e pede para que relaxe. A menina acha estranho e fica nervosa com a atitude do professor. Tenta soltar as mãos. Solta. Neste momento, o professor tenta beijá-la.

 
Lutaremos. O crime do agressor não deve ser atenuado!

Sem Terra desocupam seis sedes do Incra, mas permanecem em quatro



Por Vanessa Ramos
Da Página do MST


Desde o início da Jornada Nacional de Lutas da Via Campesina, NA segunda-feira (22/8), movimentos sociais do campo mantêm acampamentos em sedes do Incra, mobilizações em frente a órgãos públicos, além de marchas e protestos por todo o Brasil.

A iniciativa tem como objetivo o assentamento das 60 mil famílias acampadas, a recomposição do orçamento do Incra e a renegociação das dívidas dos assentados e pequenos agricultores.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Greve geral na UFRPE é uma emergência

A UFRPE vem se comportando subalternamente as políticas governamentais e abraçando todas as reformas impostas pelo PT e aliados. Ela está mergulhada num modelo educacional que subjuga a comunidade acadêmica e ainda oferece condições que limitam sua autonomia. O conselho universitário é realizado de portas fechadas, o estatuto que rege a universidade data do período da ditadura militar, o plano político pedagógico é uma copia mal feita de outras universidades publicas e a famosa expansão universitária, uma vez que se considere às obras que estão em processo em todo o Brasil,  tem o maior índice de obras paradas.

O governo federal tange a “Rural” como boiada e os gestores se comportam feito vaqueiros. Tomamos como exemplo o campus ampliado do cabo de Santo Agostinho que só vem para atender os interesses dos grandes capitalistas. Podemos também mencionar os pequenos (grandes) problemas da universidade, dentre os quais, tomamos como exemplos o esgoto do restaurante universitário que está sendo despejado na comunidade vizinha; o edifício CEAGRI II, que por sua vez,  já rachou com dois anos de uso e sofre consequências diretas da chuva-  alagamento. E por fim, embora não menos importante, o restinho de mata atlântica que está sendo derrubada em nossa universidade.
Sendo assim, uma greve  geral na UFRPE é uma emergência. No entanto, os professores se encontravam em estado de greve desde o ano passado e os estudantes só conseguem enxergar os seus próprios umbigos. A conjuntura vem mudando positivamente há dois meses, pois os técnicos cruzaram os braços e forçaram uma reflexão critica perante a comunidade acadêmica. 

Ontem, 23 de agosto, em assembleia geral os professores resolveram ter um indicativo de greve para 05 (cinco) de setembro e não comungar com os ataques à educação promovida pelo PT na figura de Dilma. Esse momento importante de mobilizações demonstra o quanto é fundamental pensarmos num direcionamento para um modelo autogestionário e autônomo da UFRPE.

O império do consumo

Por Eduardo Galeano

Extraído de: www.cartacapital.com.br

Esta ditadura da uniformização obrigatória impõe, no mundo inteiro, um modo de vida que reproduz os seres humanos como fotocópias do consumidor exemplar. Por Eduardo Galeano

A produção em série, em escala gigantesca, impõe em todo lado as suas pautas obrigatórias de consumo. Esta ditadura da uniformização obrigatória é mais devastadora que qualquer ditadura do partido único: impõe, no mundo inteiro, um modo de vida que reproduz os seres humanos como fotocópias do consumidor exemplar.

CHAMADO AOS ESTUDANTES DA UFPB

A educação brasileira passa por uma séria crise, em todos os níveis de ensino, com estudantes e professores do país amargando péssimas condições de estudo e trabalho. As políticas neoliberais no campo da Educação tem acarretado constantes cortes em seu orçamento (R$3 bi só esse ano) e deterioração de sua qualidade.
No ensino básico, as greves de professores por todo país demonstraram a real situação das escolas: salas com até 60 crianças, ausência de recursos pedagógicos, falta de professores, salários baixíssimos, cargas de trabalho triplicadas.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

As Marchas - Paulo Freire - Trecho de sua última entrevista


REVOCULTURA:Reunião 24 de Agosto às 16h no DACS da UFRPE.


Muitas noites se passaram desde a ultima ação do revocultura. Sendo assim, propomos uma reunião às 16h no DACS da UFRPE com as seguintes pautas:

-Rádio livre
-Greve
-CINESOPAREVO



A imaginação ao poder

REVOCULTURA



domingo, 21 de agosto de 2011

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

O Veneno Está na Mesa - (Assista na íntegra)


Sinopse:



O Brasil é o país do mundo que mais consome agrotóxicos: 5,2 litros/ano por habitante. Muitos desses herbicidas, fungicidas e pesticidas que consumimos estão proibidos em quase todo mundo pelo risco que representam à saúde pública.

O perigo é tanto para os trabalhadores, que manipulam os venenos, quanto para os cidadãos, que consumem os produtos agrícolas. Só quem lucra são as transnacionais que fabricam os agrotóxicos. A idéia do filme é mostrar à população como estamos nos alimentando mal e perigosamente, por conta de um modelo agrário perverso, baseado no agronegócio.




quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Belo Monte: Presidente do IBAMA admite em off não respeitar os indios


A barbárie em 3 anos: a copa e a mobilidade em Recife.

 

Com um pouco mais de ousadia aqui que o outro, um pouco menos ali, os dois grandes jornais corporativos da cidade comemoram a construção dos quatro viadutos na Agamenon. “O FUTURO EM 3 ANOS” diz o Diário, “O TRÂNSITO DO FUTURO” diz o Commercio (11/08/2011), num discurso onde o termo futuro figura como sujeito de um estado superior. Semelhante aos planos quinquenais na Rússia stalinista, aos 50 anos em 5 no Brasil de JK ou ao milagre econômico da ditadura militar, o “futuro em 3 anos” repete mais um capítulo do capitalismo desenvolvimentista.

Treze países e oito capitais brasileiras terão atos contra Belo Monte

Ativistas chamam a atenção dos governos e da sociedade mundial para os impactos da construção da usina ao meio ambiente e aos indígenas

Recife (PE): Praça do Derby, às 14h

Aline Scarso

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

OEA ordena intervenção em prisão de PE

Organizações sociais denunciam que presos portadores de graves problemas de saúde ou doenças contagiosas não recebem assistência médica

terça-feira, 16 de agosto de 2011

A insurreição urbana britânica

Não é preciso ser um gênio para prever que os motins hão-de regressar periodicamente se não ocorrerem transformações nesta sociedade fundamentalmente desigual e racista. Por Paul Tiyambe Zeleza


motins-5 

Recentemente, durante quatro dias e quatro noites, as cidades britânicas, de Londres até Manchester, Birmingham e outras cidades menores, foram atravessadas pelas chamas da raiva. Os motins urbanos lançaram fogo a bairros e lojas, transformaram ruas em zonas de guerra, levaram a centenas de prisões e deixaram este ex-império em declínio profundamente abalado e em busca de respostas, de reparações, de culpados. Os políticos proferiram as banalidades previsíveis de líderes desligados da realidade, chamando aos motins, nas palavras do primeiro-ministro David Cameron, de “criminalidade pura e simples”. Especialistas pretenciosos afadigam-se em dar explicações e lançar insultos contra os manifestantes e os revoltosos, enquanto o público aturdido busca desesperadamente a restauração da ordem.

Pichações de Leminski em São Paulo: "Poesia Pichada" e "Matéria é Mentira"



domingo, 14 de agosto de 2011

Governados por cegos e irresponsáveis

por Leonardo Boff
Em razão de viagem estou publicando antecipadamente a matéria que viria a lume só na quinta-feira: LB
*****************
Afunilando as muitas análises feitas acerca do complexo de crises que nos assolam, chegamos a algo que nos parece central e que cabe refletir seriamente. As sociedades, a globalização, o processo produtivo, o sistema econômico-financeiro, os sonhos predominantes e o objeto explícito do desejo das grandes maiorias é: consumir e consumir sem limites.

Londres: Sociólogo desmonta a TV Globo


Chile: Governo proibirá que pessoas com rosto coberto se manifestem

Opera Mundi - [Daniella Cambaúva] O ministro do Interior e da Segurança Pública do Chile, Rodrigo Hinzpeter (foto), anunciou neste sábado (13/08) que adotará medidas legais para proibir a presença de pessoas encapuzadas nas manifestações, informou  a imprensa local.

sábado, 13 de agosto de 2011

[Reino Unido] Londres: “Nós não estamos saqueando, o que fazemos é expressar a existência de um problema”


A imprensa e os políticos tentam a todo custo reforçar sua visão de que tudo se resume a um problema de gangues juvenis, evitando destacar como uma das causas a crise econômica ou a situação social e econômica dos jovens que vivem em Londres. Para isso colocam o foco em alguns atos indiscriminados fora de contexto, mas por baixo de toda essa versão subjacente há, claramente, um conflito de classe.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

pra não dizer que não falamos de autonomia social




passados exatos 2 meses do último Revocultura, uma ousada definição, se é que ela é possível:

breve relato do Afroruptura:

"o Afroruptura também venceu. mesmo que não saibamos, ao certo, e ainda, o que significa vencer. muitas atividades na cidade foram marcadas para o mesmo dia, simultaneamente ao Revocultura, e o público terminou se dividindo. mas só temos a comemorar, são mais espaços autônomos e empenhados na ruptura que estão surgindo. e nessa onda de recriação, estávamos lá, no dia 11 de junho, no Museu da Abolição, revoculturando.

algumas oficinas não rolaram, o almoço só conseguiu sair no fim da tarde. mas a música não cessava. a velha lona do Revocultura estirada no chão, pessoas deitadas, conversando ou jogando gamão. capoeira angola. pintura na parede, cota para o refrigerante, yoga no começo do dia, estúdio livre no começo da noite. sabíamos que a proposta de programação podia mudar totalmente, e mudou. mas ninguém disse que não podia mudar. o Revocultura significa apostar no (e sobreviver do) caos dinâmico e autônomo dxs agentes da festividade."
(escrito em 15 de junho)


Revocultura não é um grupo, é uma ação. e esta ação pode e deve ser construída por aquelxs que colaboram a cada festival, nos bastidores e na hora. desde a logística até o espírito. este é o Revo, uma proposta de evento que tem vida própria - e deve ser impulsionada por quaisquer uns(umas) de nós, coletivo, criativo e afetivamente. o festival pode mudar e é importante que mude, mesmo que por alguns dias ou meses ele não seja nada. sem medo do fim, em busca da transformação. a essência: fomentar a arte e a cultura livres.


"A essência da festa: cara a cara, um grupo de seres humanos coloca seus esforços em sinergia para realizar desejos mútuos, seja por boa comida e alegria, por dança, conversa, pelas artes da vida. Talvez até mesmo por prazer erótico ou para criar uma obra de arte comunal, ou para alcançar o arroubamento do êxtase. Em suma, uma "união de únicos" (como coloca Stirner) em sua forma mais simples, ou então, nos termos de Kropotkin, um básico impulso biológico de "ajuda mútua". (Aqui devemos mencionar a "economia do excesso" de Bataille e sua teoria sobre a cultura potlatch.)" (extraído de Zona Autônoma Temporária - Hakim Bey)

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Reitoria da UFPE revela sua verdadeira face reacionária

Na contramão dos episódios políticos e fatos que foram causa do início e permanência da greve dos técnico-administrativos das Universidades Brasileiras, deflagrada desde o dia 06 de junho, os Reitores, através da Advocacia Geral da União, ajuizaram ação no Superior Tribunal de Justiça para que o STJ decrete a ilegalidade e/ou abusividade da greve. Mas o Reitor da UFPE foi mais além. Ingressou com pedido de liminar contra o SINTUFEPE para impedir as manifestações grevistas no interior da UFPE. Consegue, inicialmente, o Interdito Proibitório determinando a aplicação de multas diárias pesadíssimas em caso de qualquer manifestação que provoque a “perturbação na Reitoria, ou em outros prédios, administrativos ou escolares”.

De lugar para refúgio de escravos fugitivos a movimento social. Qual a realidade hoje das comunidades rurais negras?

Quilombos contemporâneos


por Cathia Abreu

ACERVO CIÊNCIA & VIDA
Quilombolas no lançamento da Agenda Social Quilombola e do Plano Nacional de Promoção
da Igualdade Racial, no Palácio do Planalto em Brasília
Conceituá-lo não é tarefa fácil, e difícil também é dissociá-lo da brasilidade. Sua história se confunde com a formação do próprio país. Kilombo, Ochilombo, Quilombo. A raiz é africana e o nome remete a lugares que abrigavam aqueles que discordavam do sistema político no Brasil Colônia. Era para esses lugares - verdadeiros esconderijos na mata fechada, de difícil acesso, caminhos pelos quais poucos sabiam andar, também conhecidos por mocambos - que os escravos se refugiavam. Mas a caminhada levava a um reino idealizado, o Quilombo, lar dos homens com anseios de liberdade!

Cerca de 40 mil trabalhadores alocados nas obras da refinaria Abreu e Lima e da Petroquímica Suape, em Pernambuco, decidiram paralisar as atividades

Espaço Sindical

Greve da educação continua em MG 

Trabalhadores da educação decidiram a manutenção da greve por tempo indeterminado, em nome do piso salarial. Diante da postura do governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), quem vem atacando os manifestantes por meio da mídia e inserções na TV, mais de cinco mil profissionais compareceram à assembleia da categoria. Os professores acusam o governador, ao lado da secretária de Educação, Ana Lúcia Gazzola, de tentar desmobilizar a categoria. Nessa mesma semana, duas diretoras do sindicato (Sindute MG) iniciaram greve de fome. Os trabalhadores da educação de Minas estão em greve desde o dia 08 de junho.

Confrontos deixam um morto e 525 presos na Inglaterra


Violência se intensificou nesta madrugada, atingindo áreas no centro de Londres e em outras cidades do país

09/08/2011

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Rede Globo lança Código de Ética e o descumpre numa mesma edição do Jornal Nacional


Escambozine



Edição de Agosto do Escambozine que comemora os 02 anos do ESCAMBO COLETIVO. Lazer, cultura e periferia são os temas desta publicação.

Clique aqui ou na imagem para fazer o download.


Fonte: Escambo Coletivo

'Israel está começando a celebrar uma nova independência'

Os protestos massivos em Tel Aviv no sábado foram um imenso sucesso, mas o grande tese está no horizonte dos manifestantes e de Israel. Quando a multidão fala, como o fez no sábado à noite, não é preciso violência. Um regime que se mantém impassível a manifestações tão gigantescas teria de ser completamente insensível e, em todo caso, destinado a cair. O Primeiro Ministro Benjamin Netanyahu pode continuar a fazer piada junto aos seus ministros; seu destino está selado. O artigo é de Gideon Levy.

domingo, 7 de agosto de 2011

Assassinato de um jovem pela polícia provoca reação popular nas ruas de Londres



070811_londres1
Diário Liberdade - Várias pessoas ficaram feridas após uma noite de confrontos nas ruas do bairro londrino de Tottenham, no norte da capital britânica.

Centenas de pessoas protestaram contra a morte na quinta-feira de um jovem de 29 anos, Mark Duggan, por causa de disparos realizados pela polícia contra o táxi em que viajava.
A exigência de justiça contra as forças repressivas desenvolveu-se de maneira espontânea nas redondezas da esquadra policial de Tottenham, derivando em confrontos com a polícia, que atuou com forças a cavalo contra os manifestantes. Dois carros policiais, edifícios e e locais foram incendiados e 9 pessoas receberam atendimento hospitalar, sendo precisa a atuação dos bombeiros.

12 DE AGOSTO VEM AI!!!!!

LANÇAMENTO DO ESTILHAÇO (no2) na Praça Autônoma da Guabiraba, numa construção coletiva do povo organizado daquelebairro, articulado em torno do Conselho de Moradorxs e a Rede Estilhaço – Sem Medo de Ruínas! 

Lançamendo do ESTILHAÇO#02 - sem medo de ruínas!

Defenda a liberdade na internet!


Na semana que vem, o Congresso poderá votar um projeto de lei que restringiria radicalmente a liberdade da internet no Brasil, criminalizando atividades on-line cotidianas tais como compartilhar músicas e restringir práticas essenciais para blogs. Temos apenas seis dias para barrar a votação.

Trinta anos atrás hoje: o dia em que a classe média morreu

Houve um tempo em que o povo trabalhador dos Estados Unidos podia criar uma família e enviar as crianças à faculdade com a renda de um só dos pais (e que as faculdades em estados como Califórnia e Nova York eram quase gratuitas). De um tempo em que quem quisesse ter um trabalho remunerado decente o teria; em que as pessoas só trabalhavam cinco dias por semana e oito horas por dia, tinham todo o fim de semana de folga e as férias pagas todo verão. Esse tempo terminou no dia 5 de agosto de 1981. O artigo é de Michael Moore.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Quadrinhos dos anos 10


Greve Geral dos Estudantes da UFPR

Hora
segunda, 8 de agosto · 00:00 - 03:00

Localização
Todos os campi da UFPR



Mais informações
Após a assembléia de estudantes realizada em 05/08/2011, realizada pelo DCE e a maioria dos Centros Acadêmicos. os estudantes presentes decidem, em votação unânime, entrar em greve caso as aulas retornem na data estipulada (08/08). Caso haja novo adiamento do início das aulas, a mobilização deve continuar, com cada curso defendendo suas pautas locais, visando a melhoria da qualidade de nossos cursos e, automaticamente, de nossa formação acadêmica de qualidade.

Repressão, a resposta de Piñera aos estudantes chilenos

O centro de Santiago amanheceu com barricadas nesta quinta-feira (4), que cortaram o trânsito em vários pontos, como antessala das mobilizações em defesa da educação pública que já tinham sido proibidas pelo governo. Não obstante, a concentração iniciou na avenida Alameda, rodeada por mil carabineiros que, minutos antes da marcha, avançaram com carros com jatos d’água e gases para dispersar os primeiros grupos. O governo conservador de Sebastián Piñera respondeu à nova manifestação dos estudantes chilenos, com balas de borracha, gás lacrimogêneo e 133 detenções.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Chile: Estudantes voltam a serem reprimidos e já somam 527 presos




Cubadebate - [Tradução de Diário Liberdade] Foram retomados nesta tarde no Chile os incidentes entre a polícia e estudantes que reclamam contra o sistema educativo, em uma jornada que acumula 527 detidos e vários feridos.

Centrais sindicais reúnem 80 mil na cidade de São Paulo

Com informações da Força Sindical e CTB

Na última quarta-feira, dia 03, diversas centrais sindicais e movimentos sociais realizaram Ato em defesa de pautas da classe trabalhadora. Dentre as centrais, estavam presentes a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), a Força Sindical, a Nova Central, Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB) e a União Geral dos Trabalhadores.

Pode ser a gota d’água

Avançam na América Latina iniciativas de privatização da água. Movimentos e ongs progressistas debatem estratégias de resistência


Leandro Uchoas
do Rio de Janeiro (RJ)

Contribuição latinoamericana para uma geosociedade

Por todas as partes no mundo cresce a resistência ao sistema de dominação do capital globalizado pelas grandes corporações multilaterais sobre as nações, as pessoas concretas e sobre a natureza. Está surgindo, bem ou mal, um design ecologicamente orientado por práticas e projetos que já ensaiam o novo. A base é sempre a economia solidária, o respeito aos ciclos da natureza, a sinergia com a Mãe Terra, a economia a serviço da vida e não do lucro e uma política sustentada pela hospitalidade, pela tolerância, pela colaboração e pela solidariedade entre os mais diferentes povos, demovendo destarte as bases para o fundamentalismo religioso e político e do terrorismo que assistimos nos EUA e agora na Noruega.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

O ano letivo


Fonte:malvados

No Chile, estudantes organizam greve geral para o próximo dia 9

Da Agência Telam

Em menos de uma semana, o Chile viverá um dia de paralisação intensa. A Confederação de Estudantes Universitários do Chile confirmou para o próximo dia 9 uma greve geral em protesto ao plano destinado à educação definido pelo presidente chileno, Sebastián Piñera. Os estudantes contam com o apoio dos professores e também de várias categorias profissionais do país.

Bolívia aprova Ley de Medios. E o Brasil?

Enquanto os nossos vizinhos avançam na democratização da comunicação, o Brasil continua refém dos monopólios privados

terça-feira, 2 de agosto de 2011

A luta dos trabalhadores da cultura: Episódio nº 1

Trabalhadores da cultura desocupam a Funarte com um ato em frente ao Itaú Cultural. Fim do “primeiro episódio”, mas mobilização continua. Por Passa Palavra
desocupacao-funarte-005 

Galeano: Na Venezuela, meios opositores têm visão de mundo ao contrário

La Radio del Sur - [La Mella / Juventud Rebelde – Argentina, Tradução de Diário Liberdade] Em uma recente conversa que tive com Ignacio Kostzer – Presidente da Federação Universitária de Buenos Aires – e Juan Manuel Karg – Secretário de Integração Latino-americana da FUBA –, o prestigioso escritor Eduardo Galeano fez uma interessante observação da posição dos meios de comunicação hegemônicos na Venezuela. Ali analisou a história recente do processo bolivariano, o Golpe de Estado de 2002 e a construção midiática da oposição. “O presidente havia voltado, haviam milhões de pessoas nas ruas. E os grandes meios não comunicava o que não lhes convinha comunicar (...) Tem uma visão de mundo ditada pelos que mandam. E os que mandam, mandam ver o mundo ao contrário”.

O maior protesto por moradia da história de Israel

Mais de 150 000 pessoas tomam as ruas de Israel no maior protesto por moradia da história do país. Manifestações ocorreram em mais de 10 cidades ao longo de Israel, exigindo baixa nos custos da moradia; grupos de árabes e judeus se juntaram pela primeira vez desde as manifestações começaram, há 16 dias. O maior protesto ocorreu em Tel Aviv, onde milhares marcharam do Parque HaBima ao Museu de TelAviv. “Estamos muito felizes em ver o povo israelense ir para as ruas”, disse Yonatan Levy, um dos organizadores.

Manifestantes desocupam Funarte e afirmam estarem organizados por arte livre

Ocupação, segundo representante, foi simbólica e marcou um avanço na consciência dos trabalhadores da cultura

Aline Scarso

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

[Rádio Cordel Libertário] Programação da Semana

A Rádio Cordel Libertário para esta semana continuará com os debates sobre os Megaeventos esportivos, e suas consequências para as comunidades periféricas, por isso se querem ficar por dentro desse debate não perca essa entrevista.

O Rei Mídia

Nos últimos dias o Rei Mídia sofreu seu primeiro baque internacional. O primeiro, mas não único, neste século XXI. O fechamento do News of the World de propriedade do magnata australiano Rupert Murdoch.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...