quarta-feira, 30 de novembro de 2011

(USP)Pra não dizer que não falamos das Artes

De procissão a base artística, os alunos de Artes Cênicas e Visuais também marcam presença nas atividades do calendário de greve

Diante da tropa de choque que atuava na reintegração de posse da reitoria, estudantes ergueram livros, declamaram poemas, levaram flores e tocaram instrumentos musicais. Nos atos e assembleias das semanas seguintes, saíram em coro segurando cartazes e fazendo performances. A arte, enfim, também se manifestou nesses dias agitados na USP.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

FESTIVAL ABOLISOUND

(MST)Vozes silenciadas pelos veículos de comunicação brasileiros

Por João Brant,
Do Brasil de Fato

É perceptível que os movimentos sociais são cobertos de forma parcial pelos grandes meios de comunicação, mas raramente as organizações se debruçam para mostrar como isso acontece concretamente. Motivado por essa curiosidade, o Intervozes realizou uma pesquisa sobre a cobertura feita pela mídia impressa e televisão sobre o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no período da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito, realizada em 2010 para investigar o movimento.

Sambada do Coco do Guadalupe - Sábado, 3 de Dezembro, a partir das 21h

cartaz_sambadafeijam_pek.jpg


Convidamos todo o povo dos becos, das quebradas, dos terreiros, dos quilombos, a todos os insubordinados, a todas para quem é tempo de se reencontrar.

Sábado, 3 de Dezembro, a partir das 21h
Sambada de Coco do Guadalupe – Olinda

obrigado ao povo do Terreiro Ilê Axé Oxum Karê e do Beco da Macaíba.

Resistência + Cultura Popular


Convite Xs Cabras feito a partir do vídeo Feijam (dirigido por José Diniz, que será lançado no Festival de Vídeos de Pernambuco, no Cinema São Luíz – Recife) e de psy-projeções desse vídeo durante o Roots Festival 2011.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

URGENTE:CONVITE OFICIAL DA ESTATUITE JÁ DA UFPE



Na próxima terça-feira, dia 29/11, às 19 hs, no auditório do Centro de Educação, estaremos nos reunindo para discutir a organização do Movimento ESTATUINTE JÁ. Somos vementemente contra a implantação de quaisquer metodologia sem que haja uma ampla discussão sobre o tema. Queremos, portanto, adiar o prazo de até fevereiro que a reitoria está prevendo. Vamos implicar os movimentos sociais e a sociedade civil para discutirmos o sentido que queremos para uma universidade realmente pública.

Compareçam! Divulguem em suas listas! É tempo de construirmos efetivamente democracia.

ESTATUINTE JÁ

UFPE:Diálogos, alegria e ousadia alertaram a comunidade acadêmica que o machismo mata


Casos de assédio sexual, como o ocorrido recentemente a uma estudante da UFPE , estão distantes de ser um fato isolado, fazem parte de um conjunto de ações que revela o machismo que está impregnado na sociedade pernambucana. 

Por esse motivo estudantes e professores da UFPE, juntamente com representantes do Fórum de Mulheres de Pernambuco, participaram de uma vigília no dia 24 de novembro, pelo enfrentamento da violência contra a mulher. Diálogos, alegria e ousadia alertaram a comunidade acadêmica que o machismo mata.


Os manifestantes cobraram um posicionamento da reitoria sobre o caso de assédio a uma aluna da UFPE. O acusado é um professor, que continua dando aula normalmente.



Após as atividades da vigília, alguns alunos de ciências sociais, que foram guardar materiais utilizados no ato,no diretório acadêmico, perceberam que estavam sendo seguidos pelos seguranças armados da TKS. 

Os estudantes chamaram alguns colegas de curso para tentar garantir que sua integridade física fosse preservada, visto que houve casos recentes de truculência por parte desses seguranças, na abordagem aos alunos do campus. 

Em seguida, a gestora do CFCH (Centro de Filosofia e Ciências Humanas) foi acionada para se posicionar perante este fato. Num clima hostil um funcionário da universidade insinuou que atitude dos estudantes, de pintar palavras de ordem sobre o ato em pilastras do CAC (Centro de Artes e Comunicação) e do CE (Centro de Educação), seria uma atitude criminosa, além de afirmar que os estudantes estariam fumando maconha no ato. Por fim, a gestora do CFCH se colocou a favor dos estudantes e afirmou que tomará as medidas cabíveis com relação à atitude dos seguranças e do funcionário em questão.

Fotos:Daniel Pereira

domingo, 27 de novembro de 2011

URGENTE: Ocupa Los Angeles prepara-se para Despejo

O prefeito de Los Angeles, Antonio Villaraigosa, ordenou Ocupar LA fazer as malas e sair de Solidariedade Park (ex-City Hall Park) por 0:01 prisão esta noite ou face. Villaraigosa - que inicialmente reivindicou apoio a Ocupação e elogiou OWS para "despertar a consciência do país" - é agora citando "a saúde pública e segurança" como justificativa para expulsar do acampamento, assim como LA chefe de polícia Charlie Beck recusou-se a rejeitar o uso de gás lacrimogêneo e balas de borracha contra os manifestantes não-violentos.

Exarchia, Atenas: Expropriação de um supermercado da cadeia Sklavenitis


Este sábado, 26 novembro, 2011, um grupo de compas expropriamos un supermercado da cadeia Sklavenitis, localizado na rua Charilaou Trikoupi.

Foram expropriados produtos básicos e alimentos, foram compartilhados no mercado popular na rua Kallidromiou. A maioria dos presentes reagiu positivamente a esta ação e levaram os produtos das cestas.

A única reação negativa foi a reação de uma empregada do supermercado que gritava enquando estávamos saindo: “Que vergonha!” (Pois, a empregada e cada empregado devem saber que a vergonha deve ser sentida pelos capitalistas e os patrões que enriquecem e vivem o seu “sonho” contra as pessoas que vivem o pesadelo diário da exploração do homem pelo homem).

As suas riquezas são o nosso sangue
Expropriação ao Capital em toda a parte

fonte: athens.indymedia.org

MARIGUELA - GUERRILHEIRO URBANO

Mano Brown Racionais canta sobre Carlos Marighella, guerrilheiro brasileiro que apoiava a luta armada contra o Governo ...
link do som
http://www.4shared.com/audio/emEmcLAf/Mano_Brown___Marighella.html?


Entrevista concedida por Mano Brown:Folha - Por que aceitou o convite de participar de "Marighella"?
Mano Brown - O convite chegou através do movimento negro. Algum cara do rap já tinha me falado sobre ele, eu conhecia de longe, só a lenda, pois é algo de não sei quantas gerações atrás. Alguém me falou também que em algum detalhe ele parecia comigo. Na luta dele, na idéia. Somos os dois filhos de preto com italiano e minha família também vem da Bahia.
Quais os paralelos entre suas ideias?
Marighella lembra Malcom X, lembra Public Enemy, lembra Racionais. Muito do que cantamos no rap provavelmente veio dele. Por exemplo, o conceito da violência contra a violência. A luta dele vem de uma época em que não podia ter eleição direta, toda hora tinha golpe. Ele foi proibido de correr pelo certo. Resolveu usar a força pois só isso resolveria.

sábado, 26 de novembro de 2011

1ª Mostra de Música - Abolisound, no dia 10 de dezembro

Do "meu" lugar




Daqui da pra ver... A poderosa especulação imobiliária tomando conta de todos os espaços. A verticalização da cidade, descaracterizando a o prejeto inicial, aumentando a desigualdade e exlcusão, super valorizando espaços e vistas previlegiadas pra previlegiados e "influentes"...

Choque no #OcupaSampa – visitinha às 4h da madrugada

Durante a madrugada deste sábado, por volta das 4 horas, a Tropa de Choque se posicionou frente a frente com os manifestantes e obrigou o Acampa | Ocupa Sampa a retirar as barracas.

Nós, do Ocupa | Acampa Sampa, vimos a público manifestar nosso repúdio às ações da Polícia Militar do Estado de São Paulo que se dão durante a calada da noite, quando os movimentos sociais não têm tanto suporte e quando há menor a visibilidade da sociedade.

Entendemos que, se a Polícia está fazendo o que é “certo”, então que faça durante a luz do dia, com transparência de suas ações para a sociedade que a sustenta. É o nosso dinheiro que mantém esta instituição e é um absurdo que ela exista para reprimir aqueles que buscam por mudanças.

O Acampa | Ocupa Sampa conseguiu evitar o confronto, pois busca sempre o diálogo. Acreditamos na não-violência e vamos sempre prezar por isso, mas também deixamos claro que não seremos submissos à esta polícia violenta e à este Estado excludente. Por isso abaixamos nossa barraca conforme solicitado, mas em nova assembleia relembramos e afirmamos que somos um movimento de Acampada e entendemos que nossas barracas são parte da nossa manifestação e não podem ser desarmadas. Nossas barracas são nossas barricadas!

O direito de livre manifestação e reunião é garantido pela Constituição. Não vamos abrir mão disso!








quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Hoje - 24/11/11:ATO / VIGÍLIA PELO ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: ASSÉDIO NUNCA MAIS!

O DACS-UFPE juntamente com o Fórum de Mulheres de Pernambuco convidam:

ATO / VIGÍLIA PELO ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: ASSÉDIO NUNCA MAIS!

Quando: Hoje - 24/11/11

Onde: Em frente ao CAC - UFPE

Horário: 16h

Venham e participem. Não se calem!

#Ocupa Wal-Mart


Ocupam Seattle Ocupa Wal-Mart



Na sexta - feira 25 de novembro, Ocupar Seattle irá juntar-se Ocupar Tacoma ,Ocupar Bellingham e Ocupar Everett em um protesto em todo o estado no Wal-Mart em Renton às 2:00 pm.

Com a sua longa história de maltratar os funcionários e fornecedores, seu recente anúncio de cortes significativos nos cuidados de saúde dos funcionários, e seus lucros obscenos, Wal-Mart é um exemplo de como os 99% estão sofrendo nas mãos do 1%.

domingo, 20 de novembro de 2011

1ª Mostra de Música - Abolisound, no dia 10 de dezembro, das 10h às 22h.

Comemorando o Dia Internacional dos Direitos Humanos, o Museu da Abolição com o apoio do REVOCULTURA realizará a sua 1ª Mostra de Música - Abolisound, no dia 10 de dezembro, das 10h às 22h, com a apresentação de bandas que utilizam o Laboratório de Experimentação Musical do MAB - LEMMA, projeto pioneiro em Pernambuco, que oferece espaço gratuito para músicos criarem e compartilharem suas composições.


O REVOCULTURA terá como objetivo fortalecer o Laboratório de Experimentação Musical do Museu da Abolição de forma autônoma e autogerida dentro de uma perspectiva emancipatória. Elevando a musica como instrumento de luta cultural de contra-hegemonia ao modelo vigente onde coloca a arte subalterna ao mercado e as grandes corporações empresariais transnacionais.

Durante todo o evento... As exposições do MAB estarão abertas ao público e haverá uma feira de artesanato das 10h às 17h.

Programação: 10h às 17h - Feira de artesanato

10h às 22h - Abertura das exposições

14h às 22h - Apresentação dos grupos musicais:

Trato Fino Dub
Dunas do Barato
Tangerina Azul
Collage das Olindas
Infectus
Sagaranna
Banda GAC
Miranova

Entrada gratuita.
Tragam as suas canecas.
Estamos construindo espaços de diálogos.
Em breve novas informações.

Informações: www.lemmamab.blogspot.com | Tel.: 81 32283248
                    revocultura.blogspot.com | revocultura@gmail.com

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Chamado Festival Abolisound

No dia 10 de Dezembro em comemoração ao dia internacional dos direitos humanos, acontecerá a 1ª mostra de musica do Museu da Abolição, o festival Abolisound.
Aguardem..

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Primeiro ep. do Canal Limpeza.


Canal Limpeza #1 por canallpz

A Miséria Neurótica e a Pobreza Real.


Transcrição da aula pública do Prof. Christian Dunker





A Miséria Neurótica e a Pobreza Real

Christian Ingo Lenz Dunker

1. A Miséria Neurótica e o Sofrimento Administrado

Um mundo que nos ensina qual sofrimento é legítimo e qual deve ser excluído. Um mundo que estabelece sem ambiguidade qual forma de insatisfação é produtiva e qual insatisfação deve ser reprimida. As formas de insatisfação já vem pré-fabricadas. Todos os tipos de sofrimento já foram catalogados.

Você tem uma reclamação a fazer? Não há problema algum, nos já pensamos isso para você também. Pegue sua senha no caixa e espere em fila a hora de ser chamado. Se preferir use nosso serviço de Apoio ao Consumidor ou nosso Telemarketing. Você quer reclamar? Entra na fila.

Entendo que é exatamente contra isso que os movimentos de ocupação, que se disseminam pelo mundo, estão produzindo uma alternativa.



Freud chamou de miséria neurótica este estado de angústia que não é sentida como angústia, mas transformada em medo de objetos e situações continuamente produzidos para satisfazer e reproduzir este desamparo. A miséria neurótica tem horror ao mal-estar, tem horror ao estar-mal. É melhor não-estar do quemal-estar. Para este tipo de miserável toda diferença deve ser segregada. Tudo o que ainda não tem nome deve ser punido. Tudo o que é estranho à minha forma de gozo deve ser interditado. Pois a miséria neurótica é a sensação permanente de que minha insatisfação tem uma causa: foi o vizinho que roubou este fragmente de gozo que me falta.

Comunicado do CMI-Brasil em apoio às Ocupações Mundiais no Brasil

O Centro de Mídia Independente do Brasil, assim como as outras centenas de coletivos da rede mesma rede Indymedia espalhados por todo o mundo, nascemos das Ações Globais anti-capitalistas que assolaram o planeta entre 1998 e 2003, sem uma coordenação central, sem objetivos centrais, a não ser derrubar o capitalismo e construir ?um mundo onde caibam muitos mundos?. O auge e canto do cisne dessa etapa foram os 3 mil protestos que interligaram 36 milhões de pessoas contra a Guerra do Iraque entre janeiro e abril de 2003. O uso das novas tecnologias e a aposta radical na comunicação horizontal e na autonomia tinha raízes nos movimentos de juventude e populares que eclodiram desde a luta de independência da índia até as revoltas anti-autoritárias de juventude dos anos 60. A referência mais próxima era o levante zapatista de Chiapas e sua proposta de não ser vanguarda, a concepção de que a transformação vem da confluência de grupos com ideologias, formas de organização e estratégias diferentes, bem como os primeiros experimentos de união em rede e ação global que se deram com os encontros Intergaláticos (internacionais) e as ações mundiais de solidariedade com Chiapas.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

SP:encontro pela liberdade de expressão

acontece nesta segunda feira 14 de novembro um encontro pela liberdade de expressão, na rádio livre capivara, em são carlos/sp

vão participar de uma conversa: rádio livre capivara, radio nomade Fora do Eixo, rádio UFSCar, rádio la tribu da argentina e representantes da ABRACO - associação brasileira de rádios comunitárias - acompanhe ao vivo pelo blog www.radiocapivara.blogspot.com e converse pelo facebook da rádio livre capviara.

16hs - oficina de montagem de rádio livre

19hs - montagem do transmissor e antena
da rádio nomade FDE
20hs - roda de conversa sobre rádio livre, repressão,
liberdade de expressão e “reforma agrária do ar”
22hs - sarau/samba/discotecagem livre

abs

foonte:http://www.radiolivre.org/node/3861

domingo, 13 de novembro de 2011

“O veneno está na mesa” da UFRPE

Nas belas palavras de Silvio Tendler,foi aberta a exibição do documentário “O veneno está na mesa” no salão nobre da UFRPE na Quinta, 20 de outubro: Como cineasta, Fico feliz pela importância do filme e como cidadão, triste, porque em pleno século XXI termos que denunciarmos o genocídio de humanos vitimas da ganância e juntos com o assassinato do sistema aqüífero, de plantas, animais e tudo o mais que exista na terra. Repito, exclusivamente pela ganância, porque não existe outra razão que explique o uso do veneno como ração cotidiana em nossas vidas.

Infelizmente Silvio Tendler não pode comparecer, mas mandou energias positivas. O debate foi traçado depois da exibição do documentário pelos fortes argumentos do professor e pesquisador Francisco Roberto Caporal, do Núcleo de Agroecologia e Campesinato (NAC), da agricultora Enilda da Silva Melo, Presidenta da Associação das Agricultoras e Agricultores do Assentamento Chico Mendes III - São Lourenço da Mata/PE, do coordenador do MST Jaime Amorim , várias famílias de agricultores do Assentamento Chico Mendes III e estudantes e professores da UFRPE.

A emoção tomou conta dos participantes quando os agricultores e agricultoras do Assentamento Chico Mendes III foram convidados a se levantar para serem saudados com palmas, pois estas mulheres e homens ousam construir uma nova realidade através da transição agroecológica no assentamento onde vivem. E na palavra de ordem "Che, Zumbi e Antonio Conselheiro na luta por justiça somos todos companheiros" esses camponeses mandaram um recado claro à oligarquia rural pernambucana naquela bela noite de quinta.



-
(Debatedores)

(Debatedores)

(Agricultoras e Agricultores do Assentamento Chico Mendes III)


(Participantes do evento)

II Estágio Interdisciplinar de Vivência da Paraíba



O Estágio Interdisciplinar de Vivência representa um importante instrumento pedagógico que possibilita, aos/às estudantes de todas as áreas do conhecimento, vivenciar e compreender a realidade do povo brasileiro, a luta pela terra, a luta pelo emprego, a luta pela sobrevivência, pelo reconhecimento do saber popular e a distância que as universidades se colocam para essas questões. Através da prática e da compreensão da Educação Popular o EIV busca possibilitar aos/as estagiários/as a aproximação das demandas sociais e daqueles que podem e devem ser protagonistas da sua própria história.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

# Ocupe Seu País – 11.11.11

Índios Tabajaras fazem retomada de seus territórios na Paraíba



Cerca de 150 Índios da etnia Tabajara realizaram na manhã desta quarta-feira, dia 9, ação de retomada de suas terras na região do litoral sul do estado da Paraíba. Os indígenas reivindicam a demarcação de aproximadamente 10.000 hectares de terra entre os municípios de Conde, Alhandra e Pitimbu, que hoje estão ocupados em sua maioria pelo Grupo João Santos, pelo monocultivo de cana-de-açúcar da Destilaria Tabú e por assentamentos, além de ser uma área que sofre intenso assédio de empresas privadas.

Foto: Carmelo Fioraso/CPT

#11.11.11:Occupy UFPE em repúdio à criminalizazão dxs estudantes USP


O Occupy The Streets (A RUA É NOSSA) é uma mobilização mundial que acontecerá na próxima sexta-feira, 11/11/11, com a proposta de difundir e vivenciar a DEMOCRACIA REAL. 

Aproveitando esta bandeira, faremos um ato-con-vivência na UFPE, oupando o espaço público tanto pela questão da ausência de espaços de sociabilidade no nosso campus como, principalmente, em repúdio à repressão e criminalização ocorrida esta semana com xs estudantes que ocupavam a USP. Este é um fato que diz respeito a todos nós. Aconteceu na USP, está acontecendo na UNIR (Rondônia) e pode vir a acontecer na UFPE, assim como ocorrem diariamente os abusos de poder e a repressão descarada da classe política-dominante à população. ARTICULEMO-NOS A FAVOR DA DEMOCRACIA REAL!

http://www.facebook.com/event.php?eid=179186642163285 (EVENTO MUNDIAL)

http://www.facebook.com/event.php?eid=125532647554958 (EVENTO NO BRASIL)


Traga instrumentos musicais, arte, material para confecção de cartazes, faixas, ideias, vamos debater, protestar, fazer música. Ocupar o que é nosso, material e culturalmente.

Paideia, escuela libre. 15 años de educación antiautoritaria

Espanha: Grupo nazi ataca a Escola Livre Paideia




Danos materiais, pichações, e até um contenedor de lixo queimado que atingiu as portas do centro escolar. A jornada letiva na escola Paideia, localizada na parte de trás do campo de futebol da Nova Cidade, em Mérida, começou hoje (9 de novembro) com o saldo desagradável da visita de uns vândalos durante a noite. Esta não é a primeira vez que acontece algo assim, mas nunca com um tom tão ameaçador.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Ata da Assembleia Geral dos Estudantes de 08/11

Mais de 3000 estudantes da USP realizaram uma assembleia geral no dia 08/11 às 19:00 no prédio de História e Geografia do campus Butantã com a pauta Tropa de choque no campus e prisão de estudantes.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Nota pública dos presos políticos da USP



#Charge: Breve perfil dos q atacam os estudantes da #USP, acampados na reitoria

Ocupa USP   

Nós, estudantes da USP, que lutamos contra a polícia na universidade e pela retirada dos processos administrativos contra estudantes e trabalhadores, viemos por meio desta nota pública, denunciar a ação da tropa de choque e da polícia militar na madrugada do dia 8/11.

USP:O debate não é sobre maconha, é sobre democracia.



Pra você, que é a favor de polícia militar em campus universitário ou pra reprimir qualquer tipo de movimento social.


A presença da polícia na USP não é uma ameaça "a quem usa maconha" como brada a mídia a todo instante e a classe média, adestrada, repete. 

A polícia no campus representa muito mais repressão em um dos poucos espaços onde a classe trabalhadora ainda possui alguma liberdade para se organizar e lutar por seus direitos: a universidade.

Já apanhei da polícia por pedir mais professores e assistência estudantil com a PM proibida de estar no campus. Com a presença deles, a repressão aumentará. 

PM no campus é um vetor oposto à democracia na universidade. Qualquer visão oposta a da reitoria será calada muito mais facilmente. 

O debate não é sobre maconha, é sobre democracia.


Ass :Estudante da USP.

TROCANDO DE PELE




Há tempos que estamos presos na mediação, na dificuldade de nos movimentar efetivamente, encarcerados pelas nossas próprias armadilhas. Seja por dicotomias rasteiras, que pouco dizem sobre a realidade. Seja por disputas intituladas de políticas que não nos serve, além de separar pessoas, para nada. Ou até pela nossa burocratização, na busca sem fim por uma legitimidade.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

[CARTA DE SOLIDARIEDADE DA ACAMPADA QUITO]

O movimento indignado é APARTIDÁRIO, PACIFISTA E ASSEMBLEÁRIO;
não admite líderes, símbolos ou bandeiras que não sejam as do próprio movimento, pela firme crença de que esses elementos atomizam a força do povo.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

USP:Abaixo da lei

“Ninguém está acima da lei.” Com esta frase, o governador Geraldo Alckmin procurou justificar o fato de, mais uma vez, a Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP ser alvo de bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral lançadas pela Polícia Militar.

No entanto talvez fosse o caso de dizer que ninguém deveria ser tratado dessa forma pela lei. Um delito menor, como o porte de um cigarro de maconha, não justifica a presença de um batalhão da PM em ambiente escolar.

Trata-se de um delito que nem sequer é considerado como tal em vários países europeus e que vem sendo objeto de discussões sobre sua descriminalização por parte de pessoas insuspeitas de agirem em favor do tráfico internacional, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

LANÇAMENTO RECIFERESISTE.ORG

Não é novidade que o Recife Resiste! vem tentando aprimorar as suas ferramentas de comunicação, e agora, finalmente, estamos desenvolvendo nosso polegar opositor! Mas calma, não é apenas para curtir no Facebook: neste dia 5 de novembro vamos comemorar o lançamento do nosso novo site, reciferesiste.org.

Esse encontro inaugura uma nova etapa no Recife Resiste!. O contato com outras experiências de mídia (rádio e vídeo principalmente) e o fato de termos trocado idéias com outros grupos – Antena Negra TV, CMI-Brasília, Rádio Cordel Libertário, Desinformémonos – contribuíram bastante para essa nova instiga do coletivo. Percebemos que o momento era de unirmos nossas motivações individuais para diversificar os instrumentos e estratégias do coletivo e potencializar a construção de uma comunicação autônoma. A intenção é alargar a “pequena contribuição para a derrocada do capitalismo”.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Terra Livre em Santos/SP



No sábado, 15 de outubro, a Biblioteca Terra Livre desceu a Serra e se encontrou com os companheiros da Baixada Santista do Núcleo de Estudos Libertários Carlo Aldegheri e da Cinemateca de Santos “Maurice Legeard” para a projeção do filmeFrancisco Ferrer i Guardia, uma vida para liberdade.

Apesar da garoa que se estendeu por todo o dia, a presença dos companheiros da baixada foi muito boa. A bela sala da Cinemateca ficou lotada, tendo um público de mais de 30pessoas, que permaneceram até o final da atividade.

USA:Estado de Direito contra as Forças da Ordem

nós, o povo


Ocupam Wall Street, com o seu estilo desafiador de protesto não-violento, tem consistentemente entraram em confronto com a obsessão do NYPD com a manutenção da ordem, resultando em centenas de prisões desnecessárias e principalmente uma infracção significativa sobre os direitos básicos de liberdade de expressão e de reunião.

PROGRAMAÇÃO DA SEMANA 03/11 NOVEMBRO NEGRO NA RÁDIO CORDEL LIBERTÁRIO



Nessa semana juntamente com a Biblioteca Terra Livre iniciaremos a cobertura do evento NOVEMBRO NEGRO que irá acontecer nos dias 03 à 25 de novembro na Faculdade de Educação da Usp em São Paulo/SP. Iremos transmitir AO VIVO todos os debates, e teremos diversas participações especiais que farão comentários na Rádio durante a transmissão do evento, estará aberto também para quem tiver perguntas para fazer para as/os debatedoras/es do evento, anote ai quais serão os dias de transmissão da Cordel Libertário:

03/11 – Debate 1 – Pedagogia Libertária, algumas experiências

Raisa Guimarães -Graduanda de Pedagogia – UNIFESP

(Participação Especial na Rádio de Raphael Pequeno do Laboratório de Estudos e Práticas de Auto Gestão -L.A.P.A- do Rio de Janeiro /RJ)

Atenas: Operação policial contra o Centro Social e Cultural de Vyronas (Labidona)

No dia 28 de outubro, o presidente da Câmara Municipal de Vyronas (no nordeste de Atenas), Nikos Chardalias, ordenou o encerramento do novo Centro Social e Cultural do bairro. Desde então, a área está sob vigilância da polícia municipal, 24 horas por dia.

A iniciativa para a criação do Centro Social e Cultural de Vyronas, surgiu no início de outubro, a fim de transformar o espaço abandonado “Labidona”- que no passado estava a servir del cafeteria, integrada num parque municipa, localizada no Agia Triada – num espaço social de solidariedade, livre expressão e criatividade. Durante este mês, funcionaram vários projetos r como oficinas de arte para crianças, cozinhas coletivas, concertos e debates, nesta nova Okupa popular.

¡Viva Calaca!. Day of the Dead

Nota sobre a ocupação da Reitoria da USP




Na noite da última terça-feira, dia 01/11, a assembleia geral dos estudantes da USP deliberou por ampla maioria ocupar o prédio da reitoria da universidade. Esta ocupação é uma continuidade da ocupação da administração da FFLCH, que será desocupada conforme deliberado no início da assembleia.

Entendemos que nossa luta está ligada com algo que ocorre em toda a universidade. Por isso, exigimos que o reitor João Grandino Rodas se pronuncie e atenda às nossas reivindicações.

Continuaremos a luta contra a repressão e mantemos, portanto, os eixos centrais do movimento:

- Revogação do convênio PM-USP! Fora PM!

- Revogação de todos os processos contra estudantes, professores e funcionários!

Esclarecimento: Durante a votação da segunda proposta da assembleia, a presidência da mesa declarou que o fórum estava encerrado sem consultar o plenário e abandonou a mesa mesmo com o pedido de continuidade por parte dos estudantes. Porém, a assembleia não se dissolveu. Centenas de estudantes continuaram a assembleia e elegeram uma nova presidência da mesa que encaminhou as demais propostas que haviam sido feitas, como a ocupação da reitoria.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...